A indígena Ysani Kalapalo, que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em seu discurso na Organização das Nações Unidas (ONU) nesta semana, ganhou fama nas redes sociais ao divulgar informações sobre características físicas e comportamentos sexuais dos indígenas que, em sua teoria, diferem dos não indígenas.

Em um dos vídeos mais acessados em seu canal no Youtube, a indígena, natural do Parque do Xingu, em Mato Grosso, e que foi para São Paulo com 12 anos, argumenta que o órgão genital das mulheres indígenas é diferente das demais mulheres. Na publicação, Ysani atribui a “pepeka fechada” ao fato de as indígenas não usarem calcinha, como as mulheres da cidade.

Fonte: Metrópoles

Comentários

Comentários