Manaus – O estudante Thiago Fontenelle acusado de aplicar um golpe no valor de R$44 mil nos formados do curso de Direito da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) devolveu a quantia na última sexta-feira, 11/01, com a ajuda da mãe dele, Mary Jani dos Santos Fontenelle, que fez um empréstimo para quitar a dívida do filho.

De acordo com os formados, Thiago não repassou o valor arrecadado das rifas vendidas pelos alunos. Os alunos tiveram conhecimento do suposto golpe quando a empresa responsável pela formatura fez uma auditoria e identificou um valor negativo, na mesma quantia referente às rifas.

Os formandos chegaram a fazer uma vaquinha online para arrecadar fundos para a tão sonhada festa de formatura que acontecerá no mês de fevereiro. O comprovante do depósito foi enviado ao portal pelo próprio Thiago. Nesta segunda-feira, 15/01, uma formanda confirmou que o valor foi creditado na conta corrente.

Em nota, a comissão de formatura confirmou o crédito do depósito na conta informada por eles e agradeceu a todos que ajudaram de alguma forma. O valor arrecadado através da vaquinha online será devolvido. Veja:

Leia Mais

Comentários

Comentários