A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf), imunizou 96,64% do rebanho amazonense durante a segunda etapa da campanha “Amazonas sem Febre Aftosa”, ocorrida nos meses de julho, agosto e novembro do ano passado. Ao todo, 891.283 animais foram vacinados, envolvendo 14.883 propriedades rurais em todo o estado. De acordo com a Adaf, 15.889 produtores rurais do Amazonas declararam que imunizaram seu rebanho contra febre aftosa junto a autarquia.

“Representa o trabalho realizado pelo produtor rural e pelo Estado do Amazonas, por meio da Adaf e da assistência técnica do Idam, realizando a divulgação da campanha e promovendo as informações necessárias para que o produtor possa ter seu rebanho imunizado, adquirindo a vacina, vacinando e declarando junto a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas”, destacou o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Araújo.

Em 2018, na segunda da campanha, a Adaf imunizou 849.305, atingindo um índice vacinal de 96,81% do rebanho.

Rebanho do Amazonas – Ainda segundo a agência, após o encerramento da campanha, a Adaf identificou o aumento do rebanho amazonense, que passa a ser de 1.562.081. Em 2018, o rebanho equivalia a 1.489.894. Houve um aumento de mais de 72 mil animais de 2018 para 2019.

Nesta etapa, somente animais de zero a 24 meses foram vacinados contra febre aftosa, exceto os municípios de Boca do Acre e Guajará, que seguem com o calendário de vacinação do Estado do Acre e vacinam animais de todas as idades. Em 2019, na primeira etapa da campanha, ocorrida nos meses de março, abril e maio, foram vacinados 1.191.142, o que corresponde a 97% do rebanho envolvido na campanha.

Comentários

Comentários