Uma mulher identificada como Adriana Alves da Silva, foi acusada de injúria e lesão corporal, após ela ter cortado o cabelo de sua sobrinha de 9 anos em Mogi das Cruzes (SP).

Familiares da menina, alegam que foi feito à força e sem autorização e registraram o caso na última terça-feira passada (12).

Adriana se defendeu em uma entrevista que deu para a equipe da Band na sexta (15). Ela alegou que fios de estavam “podres” e que os parentes estavam ajeitando o cabelo “difícil de arrumar”.

A criança contou para à polícia que todas riam e a ofendiam. Elas teriam dito: “Sua mãe não cuida do seu cabelo. Você tem o cabelo podre e nós vamos arrumá-lo”.

A garota contou ainda que ninguém perguntou se ela queria cortar o cabelo.

Comentários

Comentários