O governador do Amazonas, Wilson Lima, e o secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab, lançaram, na tarde desta segunda-feira (11/11), a tipologia de barco-hotel como meio de hospedagem no programa Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos), coordenado pelo Ministério do Turismo (Mtur). A inclusão do barco-hotel foi um pleito levantado Governo do Estado, por meio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) e referendado pelo Mtur, após a empresa apresentar nota técnica destacando a importância do meio de hospedagem para o desenvolvimento do setor.

Em cerimônia realizada no rio Negro, a bordo do navio Rio Negro Queen, o governador Wilson Lima entregou os certificados aos operadores do trade, que atuam com barcos-hotéis no turismo amazonense e destacou a importância da certificação para o segmento no estado.

“Mais do que um sonho, é uma necessidade do estado do Amazonas, uma vez que isso já acontece naturalmente, das pessoas utilizarem as embarcações como meio de hospedagem. Hoje nós estamos recebendo aqui o representante do Ministério do Turismo, dando essa tipologia, e isso vai ser muito importante para quem trabalha nessa atividade, para o operador de turismo, para alguns destinos em que isso já acontece efetivamente, como é o caso, por exemplo, de Parintins, onde nós temos a maior quantidade de visitantes hospedados em embarcações”, afirmou o governador.

O secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Aluizer Malab, destacou a importância do Amazonas para o turismo nacional e o impulsionamento de iniciativas novas para o setor dentro da Amazônia.

“Desde a nossa chegada esse ano junto ao Ministério, essa demanda veio fortemente aqui do estado, e nós entendemos que isso é quase como um pedido de desculpas. Porque isso aqui não estava sendo reconhecido, com um trabalho tão ‘premium’. Saio daqui muito mais feliz, sabendo que a embarcação também é produzida, que ela também é construída aqui. Então, a gente tem um serviço, a gente precisa ter mais descobrimento desse Brasil. Essa aqui é uma modalidade extremamente ‘premium’ de turismo, com pesca, com contemplação, com ecoturismo, e esse estado tão rico, que tem tanto a colaborar, dá mais um passo adiante, promovendo isso aqui”, disse Malab.

A diretora-presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros, destacou o crescente número de empreendimentos turísticos e de prestadores de serviços turísticos do Amazonas devidamente cadastrados junto ao Ministério, dando ao estado e ao turista, maior segurança e confiabilidade.

Comentários

Comentários