O presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) publicou o vídeo da liberação dos presos pelo assassinato do sargento da Polícia Militar do Amazonas, Luiz Carlos da Silva Castro.

O crime ocorreu quinta-feira, dia 20, e menos de 24 horas depois todos foram presos, mas logo em seguida liberados pela Justiça. Bolsonaro lembrou que quando era deputado federal, em 2016, apresentou Projeto de Decreto Legislativo (PDC) para sustar a Resolução do Conselho Nacional de Justiça que criou as ‘audiências’ de custódia.

 A liberação dos suspeitos revoltou a população do Amazonas e repercutiu no Brasil. A juiz Ana Paula Braga foi quem assinou a liberação dos assassinos na audiência.

Fonte: Portal Flagrante

Comentários

Comentários