Connect with us
               

Manaus, AM,

POLICIAL

PM suspeito de matar trans em motel de Manaus se apresenta à polícia

As investigações em torno do caso do homicídio de Manuela Otto seguem em andamento e mais informações não podem ser repassadas para não atrapalhar os trabalhos policiais.

Publicado

em

Apontado como principal suspeito pela morte da trans Manuela Otto, 25, o policial militar Jeremias da Costa Silva se apresentou à Polícia Civil (PC) na segunda-feira, 15/2. Otto foi encontrada morta com um tiro no peito, na madrugada do último dia 13/2, no quarto de uma pousada, na zona Norte de Manaus. Câmeras de vigilância do empreendimento filmaram o suspeito fugindo do local depois de arrombar o portão com o carro.

Sem dar detalhes sobre o caso, delegado Charles Araújo, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), confirmou que o policia se apresentou na sede da unidade, mas disse que as investigações em torno do caso do homicídio de Manuela Otto seguem em andamento e mais informações não podem ser repassadas para não atrapalhar os trabalhos policiais.

Vídeo

O vídeo gravado pelas câmeras de segurança do motel exibe o suspeito com as mesmas características do policial Jeremias saindo do local. Em alguns momentos ele aparece saindo do carro com a arma nas mãos e, logo depois, volta para o veículo, dá a ré e foge arrancando o portão da pousada.

Manuela Otto foi encontrada morta logo em seguida. A trans apresentava uma perfuração de arma de fogo no peito. De acordo com informações da Polícia Militar, Jeremias, que está lotado na 12ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), estava afastado das funções por problemas de saúde.

De acordo com o site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Jeremias responde a dois processos por crimes militares. A suspeita de envolvimento dele no caso de homicídio segue em investigação pela DEHS.

Mais Lidas