Connect with us

Manaus, AM,

MANAUS

Prefeitura coleciona falhas na vacinação e agora suspende imunização

Publicado

em

Não bastassem as falhas na campanha de vacinação, a Prefeitura de Manaus suspendeu a imunização justamente no dia em que o Amazonas bateu recorde de pessoas infectadas pelo novo coronavírus em um único dia nessa pandemia, que foi nesta quarta-feira (20/01), com mais de 5 mil casos.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, em nota enviada à imprensa, a suspensão deve ser mantida por menos de 24 horas, para que o Governo divulgue a proposta de reordenamento da imunização.

Em qualquer campanha, a Secretaria de Saúde do Estado manda a lista de unidades a serem vacinadas pela Prefeitura, que pede a relação de profissionais ao Estado. O planejamento da vacinação e a aplicação da vacina, por outro lado, é responsabilidade da Prefeitura.

Mas ao invés de priorizar unidades de Saúde que estão na linha de frente no combate à Covid-19, como o Hospital Delphina Aziz, referência no tratamento da doença; e o Pronto-Socorro 28 de Agosto, a Prefeitura de Manaus começou a vacinação, na terça-feira, dia 19/01, por uma Unidade Básica de Saúde (UBS).

Ainda há denúncias contra a Prefeitura, de que pessoas foram privilegiadas. Duas médicas recém-formadas, contratadas pela própria Prefeitura no dia anterior ao início da vacinação, foram duas das primeiras imunizadasv em Manaus. Outros casos também foram denunciados nas redes sociais e o Tribunal de Contas do Estado (TCE) está investigando.

Mais Lidas