Manaus – O presidente do Igualdade 23 do Partido Popular Socialista (PPS-AM), Vinícius França, publicou uma denúncia em seu perfil pessoal no dia 11 de julho dizendo que sofreu ataque homofóbico do dirigente Milton Rogério, conhecido como ‘Xuxa’ e de outros filiados durante uma reunião da sigla.

“O senhor Milton Rogério conhecido como XUXA, me agrediu ao apertar meu ombro e falou que minha palavra não valia porque eu era um “viadinho” um “gay” que não tem moral nenhuma dentro do partido, e ainda me ameaçou de morte falando que iria me matar assim que eu saísse da reunião” relatou o advogado na publicação.

O advogado, que também é coordenador de Juventude do partido (que agora é Cidadania), afirmou que vem sofrendo perseguição e ameaças por parte dos dirigentes do partido. “Eu estou com medo de estar neste partido, tudo isto com a conivência do presidente estadual o senhor Elcy
Júnior, os mesmos não tem respeito nenhum por seus filiados, principalmente pelos LGBTs e negros” disse.

Na foto, Renato Galuppo (esquerda), diretor jurídico nacional; Jesus Alves, novo presidente de Manaus e secretário-geral do Amazonas; Régis Cavalcante, tesoureiro nacional, Wober Junior, vice nacional, e Elcy Barroso Júnior, presidente estadual do Amazonas. Dirigentes gerais do PPS, que agora é Cidadania, prestigiaram a posse de Alves, imagem Portal Marcos Santos

O jovem disse que entrou com uma representação no diretório nacional contra os dirigentes partidários. Veja o post:

Boa noite, meu nome é Nonato Vinícius dos Santos França, hoje ocorreu uma reunião do diretório estadual do PPS aqui do…

Posted by Vinícius França on Thursday, July 11, 2019

Comentários

Comentários