MANAUS – Com as eleições municipais se aproximando, a movimentação interna dos partidos vai ficando cada vez mais intensa. Manaus deve ter no mínimo 20 candidatos a prefeito em 2020. Novas pesquisas eleitorais, encomendadas ou não, surgem a cada semana.

O Partido Socialista e Liberdade (PSOL-AM) apresentou-se até agora dois pré-candidatos: Jonas Araujo, professor da rede básica e ativista social; e o médico Cleverson Redivo. Herbert Amazonas, apostando esforço promover um candidatura forte, retirou na última semana.

Quem colocou seu nome a disposição foi o ativista e ex-líder estudantil, o jovem Thiago Gonçalves, 32 anos, conhecido por liderar diversos movimentos após se filiar ao partido. Em 2013, o representante comunitário se tornou secretário de juventude do partido, onde participou da greve nacional dos estudantes por melhorias nas universidades e passe livre. A atitude chamou a atenção do senador de Macapá Randolfe Rodrigues, que apoiou a manifestação na Câmara Municipal de Manaus.

Em 2014, Gonçalves testou seu nome como candidato a deputado estadual. De lá para cá, o jovem vem lutando pelos problemas sociais e comunitários da população manauara.

Comentários

Comentários