O que era para ser uma simples brincadeira de mal gosto poderá custar o cargo ao professor de medicina Giovanni Casseb. O médico causou polêmica na semana passada depois de se fantasiar do meme “negão do WhatsApp” durante uma festa. As informações são do Metro.

Agora, a Universidade Federal do Acre (Ufac), onde ele trabalha, informou que foi instaurado um processo administrativo para apurar a conduta do educador com relação ao ocorrido.

Depois que as fotos de sua “performance” foram parar na web, ele virou notícia e foi acusado de racismo por inúmeros internautas, rendendo muita discussão.

Segundo os alunos da universidade, Giovanni é conhecido por interpretar personagens diferentes e até inusitados durante suas aulas.

A comissão da Ufac que vai apurar o caso deverá contar com um técnico, um docente e um aluno. Com a avaliação, será possível indicar se o professor deve ou não sofrer algum tipo de sanção.

Comentários

Comentários