Foto: Reprodução

Por essa Danilo Gentili não em seu talk show do SBT, The Noite, que foi ao ar na noite da última terça-feira (16). O apresentador convidou a sensitiva Márcia Fernandes e em um certo momento da entrevista, ela falou sobre algumas previsões para o Brasil e o mundo e também sobre outros fatores de espiritualidade.

“O ano é regido por marte, briga, encrenca e facada. O número de assaltos, acidentes, crimes com faca vai aumentar. É um ano de bastante vendaval, de chuva, de cair terra, lama”, compartilhou a sensitiva.

Danilo questionou se o que aconteceu durante as eleições do ano passado ao atual presidente Bolsonaro tem haver com esse termo usado por ela ‘facada’: “Quando você diz facada, nós temos uma facada recentemente que mudou os rumos da história do Brasil né”. A sensitiva concordou com a afirmação de Danilo e completou. “É verdade, com certeza o ano já estava sendo regido por São Jorge”.

Em um outro momento, Márcia falava sobre o signo de Danilo, libriano, a sensitiva disse que o signo regido por Nossa Senhora Aparecida, e revelou ele só ficaria sem dinheiro se quisesse, mas o que chamou a atenção mesmo foi quando a sensitiva afirmou que todo libriano é bissexual. Danilo claro, categoricamente negou a afirmação e a plateia e os colegas de programa foram ao delírio e riram bastante. Danilo então reafirmou: “Eu juro pra você, eu não sou”. Ela então continuou: “Você pode não ser, mas dentro de você, é.”

Danilo em contrapartida afirmou: “Eu não gosto de pi**, eu mijo sentado pra não pegar no meu p*” Márcia riu e rebateu: “Mija sentado, é mulher”. Gentili aproveitou para alfinetar outra vez a deputada federal Maria do Rosário e ironizou sobre a sua condenação de seis meses de detenção.

ASSISTA NA ÍNTEGRA!

“Eu ainda estou livre, o programa ainda é meu”, alfinetou o entrevistador em seu quadro na TV. “Estão tentando me colocar na cadeia, todo mundo já sabe, e obrigado a todos que me apoiaram na internet, nas ruas. Até quem eu menos esperava apareceu na internet e me defendeu, dá uma olhada“, completou ele, que já haviam protestado contra a hashtag GentiliLivre. Em seguida, Danilo mostrou uma foto da parlamentar e a alfinetou: “Muito obrigado pelo seu apoio, Maria do Rosário. E eu nem precisei estuprar ninguém, hein?”.

O processo teve início em 2016 quando o apresentador do SBT insultou a deputada. Em seguida, rasgou a notificação judicial que o convocava e levou os papéis à cueca, alegando ser ele quem paga o salário da parlamentar. Ao compartilhar notícias de sua condenação, Danilo recorreu ao ministro da Justiça Sérgio Moro em sua página nas redes sociais dizendo. 

“Prender não adianta nada. Sou apenas uma vítima da sociedade”, acrescentou se referindo à deputada. “Fui condenado porque rasguei a censura estatal que ela me enviou. Não tem nada a ver com chamar isso ou daquilo”, explicou.

Com informações TV Foco

Comentários

Comentários