Manaus – O governador do Amazonas, Wilson Lima, anunciou, nesta sexta-feira (11), que a primeira parcela do 13º salário dos servidores públicos estaduais será paga nos dias 21 e 22 de novembro e a segunda, dias 19 e 20 de dezembro. Durante coletiva de imprensa realizada na sede do Governo, zona oeste de Manaus, Wilson Lima confirmou o pagamento de auxílio-alimentação para todos os funcionários públicos, a partir de janeiro de 2020, no valor de R$ 500. A medida contempla quem ainda não recebe o benefício e representa um reajuste para aqueles que recebem valor mais baixo.

Acompanhado do vice-governador e secretário chefe da Casa Civil, Carlos Almeida, e de parte da bancada da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Wilson Lima detalhou de que forma o Governo do Estado pagará o montante do 13º dos servidores. De acordo com a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), o valor total soma, aproximadamente, R$ 650 milhões.

“Ontem (10/10) a Assembleia Legislativa aprovou o uso de recursos do Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e ao Desenvolvimento Social do Amazonas (FMPES) para pagar parte do 13º salário. Nós vamos usar até R$ 300 milhões desse fundo para pagar a primeira parcela. O restante será pago com R$ 200 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e R$ 150 milhões oriundos da Fonte 100”, ressaltou o governador.

Wilson Lima frisou que o Estado assume o compromisso de que não haverá atraso no pagamento dos salários, no exercício de 2020. “O Estado do Amazonas trabalha com muita responsabilidade e dentro do que estabelece a legislação, com respeito ao servidor público. Com todas as medidas que nós estamos tomando para promover esse equilíbrio, o Governo do Estado já garante o pagamento dos salários dos servidores do ano de 2020. É uma garantia do Governo que não haverá atrasos nos pagamentos dos servidores, ao contrário do que está acontecendo em muitos estados”, enfatizou o governador.

Comentários

Comentários