O governador do Amazonas, Wilson Lima, entregou, nesta quarta-feira (19), mais de R$ 3,5 milhões em equipamentos para as forças de segurança pública do Estado. Lanchas blindadas, micro-ônibus e carros fazem parte do pacote de 140 novos itens que serão destinados a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Instituto Integrado de Ensino e Segurança Pública (IESP). O material foi adquirido pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), por meio de recursos próprios, doações e convênios com o Governo Federal.

O governador destacou a importância dos novos equipamentos para combater crimes como o tráfico de drogas, em todo o estado. “A determinação que dei para o meu secretário de Segurança e para todos os responsáveis pelas outras forças é que haja um rigor e que seja implacável com o tráfico de drogas. E o que nós estamos fazendo é trabalhando para dar as condições necessárias, equipamentos necessários, para que esse policial possa estar nas ruas e aja com todo o rigor. Determinei, também, ao secretário de Segurança Pública que use todos os recursos de inteligência, todos os recursos letais, até o que a legislação nos permitir, para sufocar essa história do tráfico de drogas, que tem resultado na maioria dos crimes que acontecem na capital”, ressaltou Wilson Lima.

Reforçando o combate ao narcotráfico nos rios do estado, foram entregues duas lanchas blindadas. O equipamento é inédito para as polícias amazonenses e será empregado em operações estratégicas desencadeadas a partir de levantamentos de inteligência e também em articulação com a Base Fluvial Arpão, que o Governo do Amazonas vai instalar na região do rio Solimões, entre Coari e Tefé.

Wilson Lima enfatizou que o Governo do Estado tem estudado outras medidas para conter o tráfico praticado nos rios.

“Mais de 80% dos assassinatos têm relação com o tráfico de drogas, sobretudo nessas questões que acontecem aqui nos rios do Amazonas. No rio Solimões, que é uma rota utilizada por esses traficantes, estamos montando a Base Arpão, nos próximos dias. Já conversamos com o ministro da Justiça e também com o superintendente da Polícia Federal, que já assumiu o compromisso de reativar a Base Anzol, que fica mais lá em cima. Estamos estudando também a possibilidade de colocar uma base lá no rio Negro, para que a gente possa, efetivamente, fechar essas entradas e saídas aqui do estado do Amazonas para o tráfico de drogas”, frisou o governador.

As embarcações entregues são provenientes do Programa de Apoio às Despesas de Capital (Prodecap). As duas lanchas totalizam investimentos de R$ 2,7 milhões. Outras embarcações serão entregues ao longo do primeiro semestre.

Comentários

Comentários