Fotos: Diego Peres/Secom

O governador do Amazonas, Wilson Lima, deu mais um passo importante para a implantação do Distrito Bioagroindustrial de Rio Preto da Eva (Darpe). Durante reunião nesta terça-feira (28), na sede do governo, na Compensa II, zona oeste da capital, o governador discutiu com representantes da prefeitura do município, da Suframa, do setor privado e das secretarias envolvidas sobre o projeto arquitetônico elaborado pela Companhia de Desenvolvimento do Amazonas (Ciama) para o Darpe.

“Aqui a gente começa a fazer esses ajustes, levando em consideração que fazemos um resgate importante de um dos objetivos da implantação da Zona Franca de Manaus, que é também incentivar a agropecuária e a agricultura familiar”, afirmou Wilson Lima. O governador quer que a nova matriz econômica do Amazonas trabalhe a bioeconomia e, nesse sentido, pretende envolver a Secretaria da Amazônia, do Ministério do Meio Ambiente, que será implantada no estado.

“Na questão da bioeconomia, a economia do futuro, nenhum estado tem tanto potencial quanto o estado do Amazonas. Então, o nosso objetivo é aproximar os incentivos que nós temos da Zona Franca de Manaus com os nossos recursos naturais. Essa é uma conversa que teremos com o ministro do Meio Ambiente, uma vez que a Secretaria da Amazônia vai se instalar aqui em Manaus, lá na Sema (Secretaria de Estado de Meio Ambiente), e o objetivo principal dela será desenvolver ações da bioeconomia”, explicou o governador.

Atividade econômica – Piloto do plano de expansão da atividade econômica para as cidades do interior, o novo centro de produção e de negócios tem previsão inicial de investimento na ordem de R$ 150 milhões e deve gerar cerca de 10 mil empregos diretos no município de Rio Preto da Eva, por meio da instalação de um polo de agroindústrias, exploração mineral e de turismo, além de um centro técnico de qualificação pessoal.

“O projeto já está no Ministério do Desenvolvimento Regional e na próxima reunião vamos avaliar o que a gente conseguiu avançar, com passos importantes para que efetivamente haja a implantação desse Distrito, que é um sonho daquela região e que também faz parte do planejamento do Estado, que visa transformar a AM-010 (Manaus-Itacoatiara) em um corredor de desenvolvimento econômico”, destacou Wilson Lima. A próxima reunião de trabalho está marcada para acontecer no dia 15 de fevereiro.

Comentários

Comentários